Tag Archives: saudade

I’m gonna miss you, babe.

18 jan

And oh, my sweetheart, I love when you hold me tight.

“Here we go, come with me. There’s a world out there that we should see. Take my hand, close your eyes…”

Eu ja nao conhecia mais aquele sentimento, parecia algo novo. Algo melhor e novo, na verdade. O seu sorriso me fez perceber o quanto voce era sincero comigo, e quanto voce me amava. Suas palavras pareciam flutuar dentro de minha mente enquanto eu ouvia sua voz e ficava te assistindo falar. Tao bom o modo como voce me olha, quando segura a minha mao e me pede um beijo. Voce, o seu “voce mais proximo de mim” que fez eu me apaixonar mais ainda por voce. Ah nao, eu ainda nao sabia que podia sentir mais, mas naquele dia sim eu descobri que com voce, tudo pode melhorar.

A certeza de ter um amigo e um alguem pra amar, a certeza de que voce estara logo ali quando eu acordar ou estiver pronta para chorar; So de ter a certeza de que voce gosta de segurar a minha mao ja me deixa feliz. O abraco, o beijo, o olhar, as maos, e tudo mais… tudo aquilo, em menos de um dia, me deixou mais feliz. Nao encontro palavras que possam descrever minha felicidade de agora, me desculpe. Mas, eu sei que voce me entende, porque dentro dos seus olhos castanhos, consigo ver que sente o mesmo que eu. Imagino eu, que um dia vou te abracar bem forte, para sempre; E saiba que desejo todas as noites que esse dia tao esperado seja o meu amanha. Quem dera poder te ter ao meu lado pra sempre desde agora… seria otimo!

Nao quero te ver partir. So de te imaginar de costas me da calafrios. Sei que dessa vez voce nao vai me dar as costas pra ir dormir aqui no quarto ao lado e que vou te ver amanha; Voce vai partir, deixar minha cidade, e voltar a me ver por imagens reproduzidas. Eu nao vou poder te abracar, voce nao vai estar mais aqui do lado. Me desculpe, nao quero te machucar, nao quero que pense nisso. O fato de eu estar assim tao aflita com essa partida(mesmo sabendo que em uns meses voce estara de volta), é que nao vou ter o seu ombro, o seu cheiro, o seu abraco apertado, o seu beijo suave e ao mesmo tempo quente, as suas maos segurando as minhas, os olhares sincronizados, o seu carinho todo de tao perto… mas, o mais importante: nao terei esse sorriso, o seu sorriso, que logo pela manha consegue me deixar bem.

Eu vou sentir a sua falta, mas isso nao é ruim. Afinal, sentir saudades significa que voce passou por momentos bons com alguem, nao é? haha, nao se esqueca de que te amo. Sim, acho que eu so queria dizer isso.

With love, Nati.

Farewell letter.

21 nov

I wanted you to be here, dear.

“Minha Tutti

Engraçado como uma pessoa até certo momento desconhecida os teus olhos, pode ter a humildade de te ajudar, de querer ver o teu bem acima de qualquer outra coisa. Minha Tutti, é assim que eu chamo todas as pessoas que são mais que especiais pra mim. E foi assim que eu te chamei e vou te chamar. Eu sinto que tudo esta se perdendo, por isso te deixo essa carta, essas palavras traduzindo o que tu és pra mim. Você deixou de ser aquela desconhecida pra tomar meu coração nas mãos, e você prometeu me ajudar, você prometeu que iria dar certo, mas eu estraguei tudo. Eu to indo embora sem ao menos te dar um abraço, pegar você no colo pequena. Agora eu simplesmente te tenho dentro de mim. Você meu anjo especial, anjo de idéias maravilhosas, anjo que canta com a alma, e sorri com um dos sorrisos mais sinceros que eu já vi. Tão pouco tempo e já tão confiável e importante. Tão calma, mas quando se irrita vira um leão. Linda na sua essência, bela na sua delicadeza. A menina que cresceu rápido, que aprendeu com a vida e que hoje é aquela que me faz ter um pingo de esperança mesmo estando tão perto de partir. O lado amargo da dor ela já sentiu, já se afogou em lagrimas, e percebeu que o sorriso mesmo que discreto é a melhor saída. Dona de uma timidez desinibida, de um sentir profundo. Aquela menina mulher que gosta do silencio mesmo estando no lugar mais barulhento. A dona do olhar encantado, aquele alguém que já sofreu e que hoje segura às pontas da corda aonde eu quero me enforcar. Eu sou eternamente grato por ti, que nunca me deixou, que sempre me mostrou o lado bom do amor, mesmo que esse amor nunca viesse a virar um grande amor. Desejo a ti meu anjo, tudo de melhor, e me desculpe por no seu próximo aniversario não estar aqui pra te dar um parabéns atrasado. Mas eu estarei perto de ti como o vento, e quando você se sentir sozinha, precisando de um ombro amigo, lembre-se que existi, e que de uma forma ou de outra eu estarei ali do seu lado como o vento. Agora eu não vou estar mais aqui, e eu quero que você abrace sempre aquela pessoa por mim. Diga que eu a amei, de verdade. Sonhei tanto com ela, e eu sei que nós 4 seriamos muito felizes juntos. Mas Deus não quis que fosse assim, só espero te encontrar de novo, algum dia, e poder dizer que eu te tinha como minha irmã mais nova. Cuide-se, eu estarei sempre aqui, mesmo você não me vendo, eu estarei ao seu lado, tentando te deixar feliz. Desculpa, mas eu não consegui. Por favor, coloque essa carta em algum lugar visível, onde todos possam saber que eu existi, e eu te amei minha amiga. Sempre vai existir algo em você, que eu sinto falta em mim.

 

Att, Kauê Henrique.”

E parece doer mais do que eu imaginava. Essas foram suas últimas palavras escritas para mim…
I already miss you, with love, Nati.

 

Where did you go?

16 nov

“I’m gonna miss tomorrow, just like I miss yesterday.”

O que aconteceu? Pra onde foram todos aqueles sorrisos, aquelas velhas risadas, os velhos abracos? O carinho que tinhamos um pelo outro, as visitas constantes e as conversas jogadas fora? Tudo isso desapareceu. Onde voce se escondeu? E por que levou todos as historias, o passado e o sentimento com voce? Deixasse ao menos os sorrisos velhos, ate mesmo os pisoteados. Eu adoraria lembra-los um por um. Por onde voce tem andado, e o que tem feito? Por que nao me responde mais? Sera que so eu sinto falta do que tivemos? E me pergunto todas as noites qual o motivo de voce ter me abandonado. Sem mais nem menos, voce simplesmente desapareceu. Meu amigo, meu protetor, aquele que se preocupava comigo… Onde ele esta? Nao aguento mais seus novos sorrisos, eles sao falsos, e ja nao caem tao bem quanto os outros. As conversas sumiram, principalmente aquelas sobre preocupacoes; Pois voce ja nao se preocupa mais comigo… Voce bem que poderia me ligar pra me dizer um oi, ou pelo menos atender minhas ligacoes, para eu saber como voce esta. Mas sera que so eu me preocupo?

Como vai sua vida? Eu gostaria de saber por onde tem andado, o que tem feito, por que sumiu, por que me evita, por que esqueceu todas as historias e tudo mais. Ate mesmo as lagrimas se secaram dentro de voce.

Como vai sua vida? Eu nao gostaria de saber por onde tem andado, o que tem feito, por que sumiu, por que me evita, por que esqueceu todas as historias e tudo mais… Nao quero entender por que as lagrimas se secaram dentro de voce… A unica coisa que realmente gostaria de saber é quando voce vai voltar.

Mas como eu disse, sera que so eu sinto falta do que tivemos? Sera que so eu me preocupo? E a resposta pra essas perguntas é que voce ja nao se lembra mais que existo. Eu vou sentir sua falta, querido amigo; Eu sempre senti.

With love, Nati.

Como se faltasse um pedaço de você de vez em quando.

7 nov

Senti uma faltazinha de postar meus textos sobre a vida por aqui, então…

Estou com uma estranha vontade de chorar hoje. É daqueles dias em que eu me sinto estranhamente bem e estranhamente ruim. Como se me faltasse um pedaço. Como se  eu sentisse falta de algo (ou alguém) que nem ao menos sei exatamente o que (ou quem) é. Ou talvez eu saiba, mas apenas não queira me convencer dessa verdade. É como se essa saudade me corroesse os ossos e insistisse em permanecer em meu coração, meu estômago, minha mente e em cada pedaço do meu ser.

É como se eu fosse sentir isso para sempre, de vez em quando.

Ally.

 

Missing part.

23 out

Since 2009, to the very end of our lives. {love both of you}

“You’re my missing part, little girl. I love you, the same way as I always did.”

Havia a época em que eu era feliz… Aquela em que eu enjoava de subir pro refeitório, almoçar que nem uma baleia, ir para o quarto comer alfajor e conversar com voce.” – Paula S.
Nao consigo nunca encontrar palavras para expressar tamanha falta que sinto de todos aqueles dias. O pouco tempo que tive ao seu lado foi mais que suficiente pra eu me apaixonar pela sua pessoa, uma amiga e tanto. As fotos mostram nossos sorrisos, entao se um dia eu acabar por me esquecer de tudo(impossivel), ainda vou olhar e me lembrar que eramos felizes. A memoria me traz todas as nossas historias, e tudo o que passamos juntas, sendo por alegria demais(como geralmente) ou por alguns momentos ruins. Voce cuidou de mim, e eu de voce; Ja vimos algumas lagrimas escorrerem, ja vimos passos deixando de andar juntos, ja vimos os sorrisos indo embora, mas eu nao vou deixar que mesmo a distancia nos separe para sempre. Essa pequena distancia nao vai afetar a nossa amizade, nunca! Isso eu prometo, e voce sabe que cumpro com minhas promessas. Eu prometi estar ao seu lado para sempre, e eu nao vou desistir disso, porque voce vale muito mais que um simples passado ou simples sorrisos, voce vale a minha felicidade. Saudade daquelas tardes vazias, que acabavamos por nos ocupar com conversas futeis, musicas boas, doces, risos e abracos, desabafos, fotos, desenhos ou ate mesmo com o sono. Falar de tudo isso doi, aperta meu coracao, parece me cortar por dentro… Mas nao me arrependo de nada, de nenhum segundo passado com voce, de nenhum segredo contado, de nenhuma risada desperdicada… Tudo foi muito bom ao seu lado. Voce pode achar que acabou, mas eu tenho certeza que o futuro nos traz algo bom, e uma aproximacao. Mesmo com a sua ausencia, continuo a falar de voce pra minha amiga, sempre; Continuo a lembrar de tudo, tentar deixar ainda algumas brincadeiras que tinhamos, tentando substituir a dor por lembrancas boas, mas nao vou encontrar nunca alguem como voce. Uma pessoa linda, por dentro e fora, cheia de sorrisos pra nos dar, de ideias pra nos encher, de brincadeiras pra nos melhorar… Voce me deu forca quando precisei me levantar, e voce me estende a mao ate mesmo antes d’eu cair. Obrigada por tudo, Paula… Obrigada por cada sorriso lembrado, por cada recordacao perfeita, por cada abraco forte, e por cada lagrima que ja deixei cair. Porque as lagrimas(minhas pelo menos) de hoje, significam minha felicidade do passado, que foi ao seu lado. Eu te amo, amiga♥

{From: Menezello, Natalia – To: Sposito, Paula.}

Recordações (quase) vazias.

23 set

Durante toda a minha vida, apenas não irei esquecer de duas coisas: nós. Acho que isso é o bastante.

Ally.

Old, new, forever.

19 set

Friendship never end.

“I’ll be there for you!”

Se lembrar de algo é abrir a ferida da saudade. Lembrancas podem ser boas ou ruins, mas sempre trazem o gosto da lagrima, e por umas vezes acompanhada de sorrisos. Me lembro de muitas coisas, a maioria sao apenas sorrisos, sem as exatas lagrimas, mas os olhos se enxem um pouco. Me lembro de quando fui feliz, de quando eu era sincera, tinha mais amigos, sabia confiar e deixar com que confiassem em mim; Tira sempre o sorriso em mente, e nada mais me importava. Os amigos me traziam conforto e eu me sentia abigada, ninguem brigava com ninguem. Nossas brincadeiras eram as melhores, os “apelidos” eram ridiculos, e os motivos para ficarmos bravos passava em questao de segundos. Nao tinha como confundir amizade com “gostar”; Era tudo simples, facil. Ninguem precisava fingir estar bem, eramos todos sinceros, e quando ficavamos bravos, os outros amigos nos acolhiam e nos davam abracos. Nao precisava estar em lugar bonito, nao precisava pensar em classe social, nao precisava pensar em quantas horas passariamos juntos, qual brincadeira seria a melhor, qual o momento certo pra falar… Tudo acontecia naturalmente, e nao tinha um amigo que era mais importante que outro, todos eram iguais ali dentro. Nenhuma limitacao existia entre nos, e quanto mais amigos pro nosso “grupo”, melhor. Ninguem se importava com beleza, o importante era estar ali; Nao havia falsidade, comentarios despreziveis, diferencas, dentre outros; Eramos felizes sem motivo algum, eramos nos, e nao precisavamos ser mais ninguem.
Hoje muita coisa mudou, classe social sempre entra em jogo, o recismo esta presente em muitos, as risadas falsas percebo no tom de voz, os comentarios sao sobre roupas e jeito, educacao sempre diminuindo, o respeito talvez ja nao exista tanto, os amigos nao sao tao amigos assim(a marioria), as conversas sao jogadas foras, dao importancia ao lugar onde se encontrariam é maior que quem estaria la, a marca vale, o coracao nao mais;  Tudo mudou e o jeito como sorrimos e falamos ja nao é mais o mesmo. A inocencia se foi, junto com o vento que balancava meus cabelos, e que agora leva minhas historias. Foi num simples piscar de olhos que deixei minha infacia para tras, que deixei alguns bons amigos para tras, que alguns mudaram muito, que uns queridos morreram…
Sorte minha ter amigos que ainda guardam um pouco do que é velho, e gracas a eles, bons sorrisos e momenos sinceros ainda permanecem. Sinto falta do que se foi, mas trago alguns poucos comigo, e pra sempre terei por perto de mim. Obrigada, amigos, por me fazerem viver.

With a heart fill of friends, Sarah.