Tag Archives: desabafo

Um tudo sobre nada.

21 jan

Im feeling weird.

Às vezes a gente se cansa de ser ninguém. Às vezes damos pulos e queremos mudar tudo, ou apenas desistir e largar tudo para trás. É ruim não ser reconhecido, parecer invisível; talvez te chamem de sensível, mas isso porque não sabem a dor que bate no peito. Às vezes palavras machucam, enquanto outras podem nos confortar. Os sentidos e sentimentos se perdem, ficam misturados e não sabemos o que fazer. As palavras nos sossegam, por poucos instantes. Sentir o vazio é normal, já que se sentir cheio não tem mais como. Sempre falta alguma parte de nós com a partida de alguém; seja a tal por alguns dias, meses ou para sempre. Doí quando descobrimos que alguns amigos, na verdade não são amigos. Doí saber que a falsidade ainda está entre nós, quando não a queríamos. Mas não se apavore, sempre tem alguém que nos socorre… por mais que talvez seja a nossa mãe quem nos abrace, porque não acreditamos nela quando ela disse que aquele amigo não valia nada. É ruim assumir que a mãe sabe mais, não é? A gente sempre parece entender tudo, quando na verdade, estamos totalmente enganados. Descobrir isso depois do erro, e ter que assumir pra mãe… nossa, que arrependimento maldito. Estranho sentir falta de alguém que não conhecemos, como os amigos virtuais; mas muitos deles parecem ser mais amigos (e alguns são), do que aqueles que estão próximos de nós. Às vezes da vontade de voltar no tempo, e aproveitar o que achamos que não seria nada, mas que hoje é o que faz falta. A gente se arrepende de algumas coisas, mas, só assim pra sabermos como ir vivendo esses estranhos caminhos cheios de defeitos e desvios. A vida é difícil, todos nos sabemos… agora concordo com minha mãe, haha: “mas ninguém nunca disse que seria fácil.”

Malditos pensamentos que vieram aleatoriamente em minha cabeça… realmente não sei porque escrevi tais coisas.
Às vezes eu me perco em tudo, porque pareci perder alguém. Só isso.

With noise, Nati.

My old memories.

18 nov

I will always remember..

“Era 00h00 e eu fiz meu pedido: poder me mudar, e ser feliz ao lado do meu amor.
Era tudo o que me importava naquele momento.”

Olhei para o relogio, era 00h03, e as lagrimas pareciam cortar o meu rosto conforme escorriam. A minha dor era grande, e eu precisava me isolar. Meu coracao batia rapido(tao rapido quanto as lagrimas que escorriam – ou seja, sem parar), e todas as mas lembrancas da minha infancia me vieram em mente. Geralmente nao me lembro dos sorrisos, acho que tive poucos… Mas lembro das brigas que ouvi, das lagrimas que vi, da solidao que senti, do vazio em tudo, de uma crianca deixada ali, parada, apenas a observar as coisas ruins acontecerem. Ja vi alguns sorrisos, claro; Mas nunca foram para mim. Lembro-me de parecer um problema e nao a felicidade de alguem.

Acho que nunca fizeram questao que eu existisse, mas ja que existo, eles pagam minhas contas. Tudo por obrigacao. Nao me lembro de nenhum sorriso quando eu pedia um sorvete… lembro das caras e bocas que pareciam dizer “o que diabos voce faz aqui?”. Os sorrisos foram apagados da minha infancia, e eu os recuperei agora. Mas toda vez que eu estou feliz, alguem estraga, fico me lembrando da infancia, penso que sou indesejavel pra qualquer pessoa e tenho vontade de sumir! Assim eu nao atormentaria mais ninguem; E junto com minha saida, todos os sorrisos que conquistei tambem sumiriam… Mas pelo menos eu viveria no vazio, sem dor, sem amor… E seria o que sou hoje, mas sem tais lagrimas: um nada.

Eu queria sumir daqui, aparecer em outro lugar, e comecar uma vida nova coom meu amor(Pois foi quem me devolveu os sorrisos que tinha perdido).

With some pain, memories, melancholy and new love, Nati,

Got frustrated.

2 out

You forgot me... again.

“All I wanted was you” –  And I still do.

Era uma noite escura,já estava tarde, mas eu ainda estava ali te esperando. Todos que passavam por mim me olhavam, e achavam estranho eu sozinha ainda acordada. A promessa feita parecia sussurrar em meu ouvido sem parar “te vejo essa noite”… E quando eu fechava meus olhos, sentia um frio passando entre meus dedos. Meus dedos gelados, a ponta de meu nariz vermelha, meus cabelos sendo lançados pro lado, e o vento levando a promessa. Outro sussurro começou, e dizia levemente em meu ouvido “por que ainda espera?”. Comecei a sentir o frio em minha direção; O vento o trazia, e levava agora a esperança… Pensamentos vieram em mente, já que o silêncio me conduzia à isso, e tudo o que eu pensava era que você tinha mais uma vez me esquecido. Lembranças do beijo em que fez se esquecer de mim, da troca que fez por mim, pensamentos dizendo de como você nunca se importou… Tudo o que era ruim estava girando em minha volta, e todas as perguntas estavam ali. Tentei tirar tudo de minha mente, tentei me focar em você, mas então meu ponto fraco foi sussurrado lentamente por uma voz fria e desconhecida “Se ele te esqueceu mais uma vez, será que voltará a se lembrar amanhã?” Era como se fosse a propósito, como se o ódio quisesse me fincar novamente… Minha reação foi deixar que as lágrimas me abraçassem, até que eu adormecesse sem perceber.

With melancholic thoughs, Sarah.

Feeling empty.

16 set

Nobody would understand me, not even myself.

“Nobody can make me smile.”

Talvez a confusao e a decepcao tenham me deixado assim, tao fria. Talvez eu tenha me esquecido de como me sentiria ao gostar de alguem; Todos os sorrisos e troca de olhares, os beijos que sempre querem dizer algo, o perfume que impregna na roupa, toda aquela felicidade e por algumas vezes ansiedade, todo aquele dia na espera de chegar a noite para conversar com “ele”, e tudo que faz e acontece parece bom, o sorriso que nunca desaparece, toda aquela sincronizacao de desejos e sentimentos… Tudo o que deixa o dia parecer brilhar mesmo com nuvens cobrindo todo o sol brilhante. Esse sentimento me faria assim, provavelmente; Nao seria por falta de vontade, mas apenas tenho me sentido vazia. Talvez o coracao tenha duas partes, aquela que nos faz viver e a que nos faz sentir… E minha parte de “sentir” esta cansada de tentar continuar a bater, sendo que todas as vezes alguem a machuca. Pobre coracao, que mesmo novo esta se sentindo fraco, e sabe que sera dificil achar alguem que o faca voltar a bater. Sim, meus sentimentos ja nao tem se manifestado dentro de mim por ninguem(Quase ninguem); E os poucos que me fazem sorrir, se afastam cada vez mais de mim. Pareco ser mais fria do que de costume… Acho que mudei, pra pior. Mas ainda tenho uma leve esperanca dentro de meus sonhos que alguem vai aparecer, nem que seja somente durante minhas noites.
Dizem que quem tem “amigo imaginario” ou essas “pessoas dos sonhos”(que sonham continuamente com a mesma e parecem conhecer) sao loucos; Mas se esses loucos sao felizes, gostaria de provar um pouco dessa insanidade. Enfim… So espero encontrar um ponto de felicidade.

With an empty heart and thoughts, Sarah.

Our Fridays.

2 set

Lets make this last forever ♥

“Now it’s raining outside, so stay here by my side.”
Eu costumava amar todas as minhas sextas-feiras, ate que elas se tornaram vazias e sombrias. O meu coracao, por algumas vezes, chegou a bater mais rapido, enquanto conversavamos. Voce tinha se tornado meu vicio, talvez o meu unico vicio; Mas num piscar de olhos, tudo se foi.. Tenho tamanha sorte de num outro piscar de olhos voce ter voltado, e de fingir que tudo foi um longo pesadelo, que arrastava-me para a solidao. Suas palavras sempre foram doces, e mesmo com sua volta, nem tudo voltou ao normal… Mas conforme minhas ideias soltas e leves, me lebrei de como te fiz apaixonar por mim: Eu fui eu mesma, e nao o que voce “queria”. Talvez seja esse o tal segredo que preciso de volta. Preciso voltar a ser aquela menina boba, que ficava fazendo brincadeiras, rindo, tocando qualquer musica que fosse boa, conversas totalmente aleatorias, e tudo era como acabava por ser, e nao pelo que procuravamos fazer. Entende? Tudo era mais natural, mais por “vontades involuntarias”, que sorriamos sem ter motivo algum. Sinto falta disso, e nao da menina em que tinha me transformado no final da historia… Nao aquela que enciumava ate pelas amigas, nao aquela que tinha parado de sorrir como antes, nao aquela que ficava falando serio, nao aquela que ficava brigando por nada… Nao, eu nao sou e nunca fui assim. Eu so me transformei nisso por um tempo… Mas eu tive um motivo, eu sei; E o meu unico motivo de ter me transformado na qual nunca quis, foi a dor e o medo de te perder. Me imaginar sem voce… Nossa, como doia. Me lembro das nossas historias e brincadeiras sobre casar, onde morar, amigos e tudo mais; Me lembro das musicas que eram nossas, e nao so minhas; Me lembro das nossas risadas sincronizadas, nao dessas soltas; Me lembro de quando eramos nos mesmos, e nao tinhamos que ficar tentando satisfazer um o outro, porque ja eramos felizes daquele jeito! Me lembro de tudo como foi no comeco, e me arrependo de ter mudado no final… ou melhor, no meio; Porque ainda nao tivemos um fim. O ponto final representa o termino daquele momento ou de tudo, mas quando continuamos a “escrever” a nossa vida juntos, apenas comecamos mais um capitulo, e nao teve final algum. Como sempre, nos nao deixamos de nos gostar, voce sabe, eu sei… E sabemos que tudo pode voltar ao normal, mas isso so vai acontecer quando o nosso senso de humor e carinho se sincronizarem novamente. Espero que eu consiga voltar ao normal, porque hoje vi que voce se apaixonou pelo meu velho eu, e eu sempre gostei do meu velho eu. Chega de procurar seus erros; Talvez eu nao tenha visto os meus. Espero pelo amanha, pela nossa velha sexta-feira, pelo nosso velho jeito. E sim, estou certa que preciso revisar nossa historia. Mas a carta com toda ela, eu mandei para voce(haha). Pretendo escrever mais uma, e logo; Porque a nossa historia nao terminou naquele ponto final, e nem nesse.

With the old good feeling, Sarah.

Make me feel better today, please.

28 jul

Please, help me, love.

” Nothing come close to the feeling we have. ” – Yeah, I’ll try to remember this.

Eu estava sonhando. Ou melhor, tendo pesadelo. Voce tinha me dito nao me amar mais e me deu as costas. Eu comecei a cair, e tudo em minha volta ja estava embacado, menos voce. Eu te enxergava nitidamente, e fiquei observando sua partida. Nossa, como doeu. Entrelacei meus dedos, uma mao a outra, apertei forte, bem forte. Mas nao adianta nada eu estar “segurando” minha mao sendo que desejava a sua. Eu gritei alto, pedi que voltasse; Voce olhou para tras, me deu um sorriso e disse: “Me desculpe, mas tudo acabou… O encanto, a cor, a vida, o amor, o sorriso, os momentos… Agora so ficarao as lagrimas, me desculpe mesmo.” – Tudo parecia tao real, suas palavras, a sua voz, o seu olhar. Eu estava tao proxima a voce…  Eu tinha me deixado levar, voce tinha me conquistado, mas pelo jeito voce achou outra. Eu entrei em desespero, voce finalmente se foi, deixando um papel pequeno em minhas maos e um sorriso falso. Eu comecei a tremer, comecei a sentir as lagrimas rolando e depois caindo de meu rosto, e quando abri o papel, estava escrito: “Recomece sua vida sem mim.” – Por uma sorte imensa meu despertador tocou. Acordei mal. Sempre acordo sorrindo, sempre feliz. Mas nao hoje… Acordei sem se quer um sorriso. Eh ruim ficar sem voce, e vai ser assim durante esses 6 dias. Vai ser muito dificil, muito mesmo. Mas, talvez eu deva mudar o meu jeito, talvez eu deva mudar um pouco de nos, porque afinal voce me trata como trata as outras. E mesmo isso sendo um sonho, pode um dia se tornar realidade. Ah, eu nao gosto de ficar mal, mas ja estou. A unica pessoa que pode me fazer bem agora, seria ele. Mas ele esta ocupado demais pra ter uma pequena fracao de segundo para mim. Meus queridos, se apaixonem, mas pela pessoa certa; Senao tudo sempre vai dar errado(Eu nao me apaixonei pela errada, sao apenas dias dificeis). Meu amor, saiba que eu te amo, mas nao tenho aguentado muito.

With love and kinda pain, Sarah.