Music.

6 fev

Como eu realmente tentei esperar por terca-feira, mas nao consegui, aqui estou escrevendo mais um post de musica pra voces. Espero que gostem(again). E se gostarem, entrem todos os dias no blog pra verem se postei algo mais, porque a partir de hoje, escreverei sobre musicas aleatoriamente.

Enfim, aqui esta a nova musica da Rihanna, que tem tocado MUITO na Australia. Essa muica saiu esse ano, final de Janeiro, entao esta bem “fresca” pra voces. E olha, Rihanna deu uma melhorada nas musicas, e esse ano tenho certeza que vai bombar!

Como meus amigos pediram que eu colocasse as 2 outras musicas que gosto dos The Cataracs & Dev, vou deixar a “Top of the world” (que eu nao achei video OFICIAL, mas um que fizeram legal), e a “Bass down low” que tem feito sucesso agora, mas ja esta meio “velha” e saiu no VEVO dos Cataracs em Fevereiro do ano passado! Se quiserem ver a original e “zoada”(engracada) versao de brincadeira deles, so clicar aqui.

O “top of the world”, que umas pessoas aleatorias fizeram: EU AMO ESSA MUSICA, HA.

E pra quem ainda nao conhece a famous music de The Strokes, a Reptilia…  voce nao sabe o que perde :) Mas, como muitos devem conhecer, vou deixar uma outra desses insanos pra voces, haha.

 

Hope you like it, Nati.

Anúncios

“É ele”.

4 fev

Sempre fui muito confusa. Em todos os aspectos. Minha cabeça girava pelas pessoas e parecia não encontrar refúgio em nenhuma. Nenhum ponto de paz especifico para que pudesse me apoiar. As pessoas olhavam para mim e diziam “Ah, essa sua confusão que me confunde e confunde todos ao seu redor!” E então eu pensava que era algum tipo de problema comigo, com a minha personalidade confusa. Ou talvez vazia.
Sim, vazia.
E agora completa.
De certo modo é estranho explicar. Não existem maneiras de expressar a maneira e a rapidez como aconteceu. É válido dizer que aconteceu que no primeiro instante em que o encontrei perto de mim, tão perto, e tive a certeza. Uma pontada no estômago, uma coisa inexplicável e diferente. Algo que me disse “É ele”. Bem desse jeito clichê mesmo. Desse jeito que eu nunca pensei que fosse acontecer comigo. Por medo, por decepções, por falta de clareza talvez… Mas aconteceu. Simplesmente aconteceu. E naquele instante eu tive a certeza de que ele não seria qualquer um.
E não é.
Ao encontrá-lo, ele tornou-se responsável pela minha confusão sumir e agora, parecer tão clara. Tudo é tão óbvio dentro de mim. A confusão, as coisas complicadas… Foram todas substituídas por clareza. Uma clareza que me diz que ele é a parte que faltava. A parte que sempre procurei, e em um momento de quase desistência de encontrar, o encontrei.
Acho um tanto quanto estranho expressar em palavras a intensidade do que isso significa para mim. As palavras não parecem ser suficientes. Até mesmo quando digo que “ele é tudo que eu precisava, e mais” ou “ele é a parte que me faltava”, parece pouco. Pouco, para representar o que sinto pelo alguém que trouxe uma paz que nunca tive, uma clareza sobre o que desejo para o resto de minha vida, um encaixe perfeito, sorrisos involuntários durante todo o dia, um sentimento inexplicável… Pouco, para representar o que eu sinto pelo alguém que me ensinou o que é o amor.
E quando digo amor, quero dizer da maneira real da palavra, sem o descuidado com que as pessoas atualmente têm com ela. Um amor, como nunca experimentei antes. E a minha dádiva é que esse amor pra sempre viva.

The world will never ever be the same, and you’re the blame.
xx,
Lu.

 

Change a word, change the meaning.

4 fev

One more wish, one more day.

 

 Eu odeio você. Odeio quando você pede pra me ver na webcam, odeio quando você sorri mesmo tentando segurar o sorriso por segundos, odeio quando você coloca a mão na boca ou no cabelo. Odeio quando me chama de amor ou coisas relacionadas. Odeio quando você diz que se apaixonou por mim, que precisa de mim e eu te faço bem. Odeio quando me pede pra ficar 5 minutinhos a mais pra falar com você. Odeio quando você diz que sou bonita, e que gosta do meu sorriso. Odeio quando você me deixa sem graça até que eu fique vermelha. Nossa, como odeio quando você diz se importar comigo e querer cuidar de mim. Odeio quando você diz que sonhou comigo e que acordou feliz. Odeio quando me escreve textos ou coisas do tipo. Odeio quando diz que quer me abraçar e ficar olhando nos meus olhos. Odeio quando diz que vamos olhar o céu estrelado juntos. Odeio ter gostos parecidos com os seus. Odeio quando você diz querer tirar aquelas “fotos lindas” comigo. Eu odeio absolutamente tudo em você, e odeio principalmente ter que pedir agora pra você trocar TODAS as palavras “odeio” por “adoro“.

With an adorable feeling, Nati.
(Esse texto também está no meu tumblr, mas obviamente, é de minha autoria mesmo.)

Music.

1 fev

Queridos leitores e amadores de musica, mudarei as lists de musica para as tercas, obrigada a atencao, haha.

Bom, como muitas pessoas vieram comentar sobre o Mike Posner e sua musica “Please dont go”, decidi deixar a sua outra musica viciante, “Cooler than me”. (O comeco do video mostra um “show” dele, mas faz parte do clipe)

Alguem ai ja ouviu Martin Solveig? Um DJ otimo, vai no site dele que voce ve as outras musicas boas dele. Eu adorei. Ele tem feito sucesso fora do nosso Brasil viu…

A nossa ultima musica de hoje, sera mais pro estilo rock alternativo, porque como ja sabem, eu amo essas lindas musicas. A banda Neon Trees tem uma mulher como baterista… eu achei isso demais! Geralmente sao guitarristas ou vocalistas mesmo, ne? Enfim, aproveitem, e voltem na proxima terca pra dar uma olhada :)

 

por Nati.

Dicas para disfarçar formas do corpo.

1 fev

Algo que acontece freqüentemente são pessoas virem reclamar dizer que são baixas demais, altas demais, magros demais, gordos demais… Enfim! Pessoas de todos os tipos e estilos sempre procuram dicas de como suavizar as formas de seu corpo. Então, vale um post inteirinho sobre isso.

Como parecer mais baixo.
Pessoas muito altas normalmente são as mais notadas, ou primeiramente notadas. Então, os erros ao se vestir são percebidos mais rapidamente, por isso, é necessário que pessoas altas tenham segurança ao se vestir.

Aposte em:

  • Sobreposições de peças.
  • Cores contrastantes.
  • Acessórios grandes como bolsas, colares e pulseiras (use o bom senso no exagero amg).
  • Biquíni tomara-que-caia.
  • Detalhes grandes na roupa.
  • Listras horizontais e estampas maiores.
  • Saltos médios (não use plataformas, a não ser que todas as suas amigas sejam altas também).
  • Calça pescador.
  • Cintos mais largos.

Evite:

  • Formas muito justas e retas.
  • Looks monocromáticos (uma cor só/tom sobre tom).
  • Biquíni de calcinha cavada.
  • Detalhes muito pequenos.
  • Macacão.
  • Vestidos ou saias muito curtos.
  • Linhas verticais.

Como parecer mais alto.
O importante nesse caso é alongar a forma para criar uma sensação de proporcionalidade, já que quem é baixo normalmente causa uma impressão de fragilidade. Porém, a estatura baixa é um ponto a favor, vale de (quase) tudo. A maior restrição nesse caso é o exagero, é importante lembrar que menos é mais. Nada de excessos.

Aposte em:

  • Listras, recortes e detalhes verticais.
  • Peças de cintura média (não muito alta, nem muito baixa. Na cintura está bom).
  • Colares compridos.
  • Bolsas com alças compridas.
  • Looks monocomáticos.
  • Linhas verticais, decotes em V.
  • Blazer e camisas abertos.
  • Peças únicas: vestidos, macacões…
  • Calça com recorte reto e sem muitos detalhes.
  • Salto alto e médio, com plataformas.
  • Acessórios pequenos. Ou grandes, sem exagero.
  • Meia e sapato no mesmo tom.

Evite:

  • Looks multicoloridos.
  • Listras, recortes e detalhes horizontais.
  • Detalhes grandes como botões e golas.
  • Acessórios grandes em excesso.
  • Meias 3/4.
  • Estampas grandes ou arredondadas.
  • Peças que marquem o ombro.
  • Sobreposições.
  • Bolsas gigantes.
  • Saltos muito baixo.
  • Saias com volumes arredondados (como evasês), prefira de recortes retos.

Como parecer mais magro.
O mais importante é aprender a aceitar as formas do seu corpo. Se sentir seguro é essencial, e para isso, é necessário que você tenha amor-próprio, aprendendo a valorizar os detalhes bonitos e disfarças aqueles que incomodam.

Não inclua peças muito justas, ousadas e com muitos recortes. É importante também manter-se longe do exagero.

Aposte em:

  • Decote Vou U.
  • Listras verticais.
  • Tecidos leves e fluido.
  • Prefira bluas longas, que ultrapasse a linha do quadril.
  • Calça de corte reto sem muitos detalhes, de cintura média ou alta.
  • Camisa e blusa levemente acinturada.
  • Cores médias ou escuras. Cores sóbrias.
  • Estampas pequenas, de preferência com fundo escuro.
  • Biquíni com a lateral larga.
  • Recortes verticais.
  • Saltos.

Evite:

  • Volume no pescoço, como lenços.
  • Listras e recortes horizontais.
  • Decotes quadrados ou mais fechados.
  • Blusa muito justa no braço ou com mangas bufantes e babados.
  • Detalhes que marquem a cintura.
  • Peças muito curtas.
  • Meias 7/8.
  • Estampas exageradas.
  • Tecidos com elastano ou lycra.
  • Acessórios enormes.
  • Malhas justas.
  • Sapatos com salto agulha.

> Aposte nas cores: Se você quer disfarçar uma parte do corpo, valorize outra. Para isso, use cores claras ou mais vibrantes na parte em que quer destacar e aposte em cores escuras na parte em que quer disfarçar.

Como parecer mais encorpado.
Quem é muito magro tem a vantagem de ter a moda à seu favor, tendo em vista de que as peças em sua maioria se encaixam. Porém, são pessoas que correm o risco de passarem despercebidas, então é necessário chamar a atenção para certos pontos.

Aposte em:

  • Tecidos e recortes volumosos, babados, godês.
  • Golas e lenços.
  • Sobreposições.
  • Colete, casacos e camisas abertos.
  • Sapatos de bico quadrado ou arredondado.
  • Plataformas, saltos em geral.
  • Detalhes horizontais, cintos largos, listras, barra italiana, bolsos.
  • Cores claras.
  • Acessórios grandes.

Evite:

  • Listras e recortes verticais.
  • Peças muito justas ou retas.
  • Decotes muito abertos.
  • Babados muito grandes.
  • Paletós acinturados.

Disfarçando a barriga:
Procure chamar a atenção para outra parte do corpo (o mesmo truque das cores). Use a camisa por dentro da calça, levemente solta, ou camisas desabotoadas por cima de blusas em cores sóbrias. Saias de cintura alta rodadas, se usadas com salto. Blusas e casacos soltos.

 

Lu.xx,

 

Tendência Rocker.

29 jan

O calor está infernal, mas os looks de hoje são para se inspirar pro inverno. Hoje, os looks estão trabalhados na tendência rocker que agora vem com toques mais vintage, ou misturada com um pouco de delicadeza: como vestidos com recortes de corpete, lenços, saias… E prepare-se que pelo visto nos desfiles, a tendência rocker continua sendo a queridinha dos estilistas.

Como seguir a tendência rocker em alto verão:

  • Troque os casacos de couro por coletes. Podem ser coletes de couro com tachas ou coletes jeans surrados.
  • Combine os coletes com camisetas de bandas. Ou camisetas com estampas aleatórias, podrinhas, de malha transparente…
  • Se quiser dar um toque mais delicado, combine regatas de renda ou tule com os coletes de tachas. Também vale combinar estampas florais ou delicadinhas com o couro.
  • Troque as leggings e jeans surrados por shorts, saias e vestidos.
  • O principal é: preto, tachas e peças surradas.

xx, Lu.

 

Music.

25 jan

Faz um certo tempo que nao escrevo sobre musicas, e na verdade, nao falarei muito mais sobre bandas(pretendo). Colocarei varios tipos de musicas, podendo ser rock ou “baladinha”, ou qualquer coisa… So nao espere que algum dia eu poste sobre funk, por favor ne. Se voce quiser indicar alguma musica, sinta-se a vontade, pode deixar um comentario que iremos avaliar a tal. Entao aqui comeca novamente a parte de musica, onde pretendemos variar bastante.

Pretendo postar toda quarta 3 musicas, entao, me ajudem e divulguem :)

Depois de “Like a G6” dei uma olhada nas outras musicas deles, que na verdade sao dois “grupos”: The cataracs and Dev e Far east movement, e gostei dessas musicas de cada grupo:

E uns meses atras “achei” o Mike Posner, com duas musicas viciantes, mas deixarei somente uma hoje.

Espero que gostem, Nati.