Waiting for you to come home.

16 dez

If you hadn't find me, I would had found you.

Como descrever tudo isso? Palavras que correm entre outras, mas tudo acaba ao nada. Não consigo me expressar, me perco entre todos os pensamentos, as imaginações, os momentos e as esperanças. Dezembro já quase no final, Janeiro que eu parecia esperar mas prefiro que se passe… A incerteza sobre você finalmente poder estar em meus braços, obviamente, mexe comigo. As músicas parecem querer me dizer algo, mas eu nunca as entendo. O tempo que passa devagar, como se soubesse que vai me trazer algo inesperado, e que talvez doa; Tudo parece ter sido jogado ao vento. Mas, nessa noite iluminada pela lua(a qual observo durante horas todos os dias, e fico a nos imaginar abraçados observando-a juntos), com os filmes e músicas embaralhados em minha cabeça, acho que finalmente compreendi o que eles sempre quiseram me dizer… Não importa o tempo, não importa o lugar, não importa nada, se não o nosso dia de encontro. E eu sempre vou esperar você chegar, olhando para a lua, até que você esteja comigo ali sentado. Não importa o que aconteça, todas as barreiras que me façam querer desistir ou todas as pessoas que ainda insistam nisso… Você é único pra mim, e eu nunca pensei encontrar alguém aos 17 anos; mas eu encontrei, e não quero te deixar sair nunca mais. Eu te amo, e digo isso com toda a certeza, não são somente palavras usadas ou jogadas fora.

With all my sweet love, Nati.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: