Sobre as coisas que poderiam acontecer.

30 set

Minha maior vontade nesse dia, seria poder dizer.  Seria poder te ligar e dizer “me encontre em tal lugar”. Eu iria dizer tanta, mas tanta coisa. Poderia ficar falando por horas, seu perfume, seu olhar e sua voz não me fariam desistir. Mas eu apenas não posso ligar, não posso dizer. Se ao menos as circunstâncias fossem outras… Mas não.

São tantas coisas que poderiam ser ditas. E eu as diria, creio que iria gaguejar um pouco e perder o fôlego, tremer, talvez.  Depois de tantas coisas ditas, acredito que nós nos abraçaríamos. Aquele nosso abraço, lembra? Poderíamos depois sair para tomar um café enquanto chove e desde a noite. Junto com a noite, lembraria de algumas muitas lágrimas e talvez pudesse ficar pensativa, observando o céu, procurando por minha estrela.  Você perceberia, pelo meu olhar, que eu estaria em uma confusão de pensamentos. Mas seus dedos acolheriam minhas mãos e seus braços ao redor de mim me deixariam segura novamente. Até então, você não havia falado nada e eu já havia me preparado para não ouvir. Afinal, apenas tirar de minha mente todas as palavras empoeiradas já me deixaria tranquila.

Então, chegaria a hora de partir, e eu saberia que esse seria a despedida final. Saberia que havia dito tudo o que deveria, mas nada foi ouvido. Eu estaria engolindo meu choro e as palavras de por-favor-fique-comigo. Essas não deveriam ser ditas, seria tarde demais.

“Se cuida, tchau!” – Essas seriam minhas últimas palavras, seguidas de um sorriso falsamente espontâneo. Eu o abraçaria, sem pensar. Pois saberia que seria o último. Ficaríamos assim por algum pequeno espaço de tempo (pois o tempo passa tão rápido com ele), apoiando minha cabeça em seu peito, eu continuaria engolindo meu choro e as palavras, isso seria sufocante. Mas então, ele diria – Que sente muito, que têm saudade, que digitou meu número por muitas vezes, mas nunca ligou. Que gostaria que ainda fosse tempo, que não me imagina partindo -. O abraço ficaria mais apertado e as lágrimas escapariam, escorrendo furiosas pelo meu rosto. Tomaria coragem para olhá-lo nos olhos, e ele dizia, sim, diria… “Eu amo você, não há como fugir de você”.  Então eu saberia que ele não me deixaria partir. Não haviam promessas, apenas sinceridades. Eu retribuiria suas palavras com sorrisos e lágrimas involuntárias. Não importa em quantos pedaços ele tinha quebrado meu coração, ele era o tipo de pessoa que todas as vezes que dissesse que me ama, essas palavras seriam retribuídas, pois eu continuaria o amando com todos os pedaços do meu coração.

Mas por enquanto, continuo guardando minhas palavras dentro de minha mente, em alguns rabiscos no caderno e em algumas cartas que estão guardadas em lugares secretos, pois nunca serão entregues, como minhas palavras, que nunca serão ditas. Para que elas não escapem, evito seu rosto, sua voz e seu sorriso. Chego até a pegar o telefone, discar seu número. Digito algumas coisas e aperto esc. Escondo minhas lágrimas atrás de meus sorrisos. Me escondo.

Meu maior defeito continua sendo a covardia.

Hoje eu poderia dizer, tanta, mas tanta coisa…. Que você jamais quis escutar. Nunca esteve aqui.

Talvez eu fosse ingênua, me perdi nos seus olhos… E nunca realmente tive chance. Eu tive tantos sonhos sobre você e eu, finais felizes, bem agora eu sei que eu não sou uma princesa, isso não é um conto de fadas. Eu não sou aquela que você quer agradar, conduzida pela escadaria. Isso não é Hollywood, esta é uma cidade pequena.

Ally escreveu algumas cartas que nunca serão entregues hoje.

Anúncios

Uma resposta to “Sobre as coisas que poderiam acontecer.”

  1. Julia 2 de outubro de 2010 às 1:59 #

    Juro que a maioria dos textos quase me faz chorar, e principalmente refletir sobre mim, minha vida *-* Brigado por salvarem a minhas tardes do tédio, e me darem inspiração. ;). As vezes tudo que eu preciso é entrar no DAT. <3 ;):):P:D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: