Good Enough.

20 ago

Minhas mãos geladas parecem mandar uma mensagem ao meu cérebro, dizendo que só as suas seriam suficientemente quentes para esquentá-las. Instantaneamente, você não saí da minha mente, como se não fosse possível controlar esse sentimento… E não é. Pensamentos de como seria seu abraço ou seu jeito de mexer o meu cabelo e me abraçar  logo depois. De como seria bom ver-te todas as manhãs ao meu lado ou todas as noites estreladas. De como seria o timbre da sua voz ao sussurrar e ao gargalhar… Tudo me leva até você e eu sinto como se precisasse da sua presença, cada dia mais. Sempre irei querer mais, desse seu jeito de saber sempre exatamente o que falar.

Sinto-me tremendamente boba, quando deito para observar as estrelas e te imagino ao meu lado, sinto-me mais boba ainda quando me encontro fazendo planos, supondo diálogos, sorrindo por dentro… Detesto esse meu jeito de rir a todo momento. Parece ser tão infantil. Detesto mais ainda quando sinto a insegurança invadir meu ser, tornando-me frágil e necessitando de mais atenção.

É que me assusta isso desse sentimento ser tão real, ao mesmo tempo que parece ser tão imaginário, rápido e confuso. Me assusta que eu esteja realmente sentindo algo. Embora a unica coisa que eu saiba até então é que eu nunca senti nada assim antes.

We both know.

Ally.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: