O passado e o hoje;

6 jun
Talvez nao tenha sido uma boa ideia ter pego as velhas fotos, aquelas que estavam empoeirada ha pouco, dentro de uma velha caixa. Sofro, quase todos os dias… Qualquer tipo de sofrimento provavelmente ja vivi, aqueles basicos, pra mim vieram muito mais cedo que pra muitos. Digamos que meus pais sejam separados, que ninguem nunca me deu atencao, nem carinho, nem nada… EU fui simplismente mais uma menina, solta pela rua, andando sempre pela calcada sem ninguem segurar minha mao. Sempre fui ‘esperta’ e me virava sozinha. Sei cozinhar porque muitas vezes fiz minha propria comida, por mal vontade dos meus irmaos de fazerem algo pra mim enquanto minha mae trabalhava. Sempre fui solitaria, e nao tinha nenhum vizinho com minha idade para eu brincar. Fui uma crianca tao so, que mal sabia o que era um abraco. Sempre fui cheia de amor por dentro, louca para o oferecer a todos a minha volta mas… Quem estava em minha volta? Nem sequer minha propria sombra andava comigo; Nunca me senti so. Sempre tive meus amigos, como cachorros -muitos-, gato, coelho, tartaruga, peixes,ramster, passarinhos -muitos-, dentre outros.. Entao, para quem mais eu poderia dar amor, se nao para os meus unicos ‘amigos’? Depois me perguntam por que sou tao sentimental com meus animais, haha. Ja chorei por muitas noites por nao ter nenhum braco para me confortar quando tinha pesadelos. Ja fiquei noites e noites sem dormir sem nem sequer um ‘boa noite’ de longe. Ja fiquei muitas vezes sem sonhar, porque nao tinha nada para sonhar. Ja fiquei muitas vezes dormindo de tarde, porque nao tinha ninguem para brincar. Ja fiquei muitas vezes so, porque a calcada que me acompanhava, e nao pessoas. Meu passado talvez seja meio triste, meus passos talvez tenham sido imperceptiveis, minhas falas talvez nao foram escutadas por ninguem, mas foi assim que vivi. Sempre vivi. Nunca contei meus segredos pra ninguem, senao para uma das minhas irmas e para minhas poucas amigas depois dos 10 anos. Nunca fiz nada interessante, nunca tive amigos tao intimos, mas, depois de tanto tempo guardando tanto amor, todo esse amor de anos se acumulou, e eu o distribui por onde passei. Posso nao ter feito nada demais, mas hoje, gracas ao meu ‘triste passado’, eu tenho muitos amigos, ganho muito  sorrisos, e aprendi a sorrir com o resto; Nao fui infeliz, nunca mesmo. Posso nao ter sido feliz, mas hoje sou muito mais feliz que muita gente. Por mais que eu tenha aprendido isso, talvez de uma forma ‘dolorosa’, eu aprendi muito bem, e sou muito mais do que feliz – talvez chegue a ser anormal- Meus dias escuros se foram, e meu sol nasce bem cedinho, brilhando cada dia mais. Pode ser um agradecimento estranho, mais eu agradeco por ser assim. Obrigada, familia estranha – e gracas a esse passado, minha familia toda eh unida hoje –
Boa tarde, ladies and gentleman.                                             //Sarah
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: