Aquele dia.

24 abr

Sexta-feira, finalmente. O dia mais esperado da semana havia chegado, enfim. E ela mal sabia que aquele seria o dia mais esperado da sua vida, até então. Acordou, alisou o cabelo como de costume e foi ao colégio, dormiu em algumas aulas… Culpa das horas a mais que passava na internet. Quando chegou, dormiu durante toda a tarde… Todos dizem que ela é uma espécie desconhecida – ou não – de preguiça. E finalmente, a noite. Ah, como ela amava a noite – estrelas, céu noturno… Sua paixão secreta. Como de costume, iria a casa de sua amiga, para mais tarde fugirem para algum lugar, qualquer lugar com pessoas legais. Ally se arrumou. Dessa vez, enrolou as pontas do cabelo. Deixou os olhos pretos – como ele costumava gostar – e colocou o vestido preto de corações dourados. Sem salto, como ela gostava… Odeia quando algo machuca seus pés. Chegando lá, a maior surpresa de todas – a mais esperada e sonhada, porém, nunca se passou pela cabeça dela que pudesse algum dia ser verdade. Lá estava ele, radiante sob a luz do luar, segurando seu violão, com aqueles olhos cor-de-mel olhando tímidos aos dela, que brilhavam. Sua amiga os deixou sozinhos. Ah, como ela odiava aqueles olhos e olhares. Como ela odiava aquele sorrisinho tímido de olá, e o modo como as bochechas dele ficavam com o tal sorriso. Ah, como ela odiava sentir o oxigênio parar de circular em seu corpo, e como odiava as borboletas que rondavam o estômago. E como ela odiava não conseguir odiar absolutamente nada, enquanto olhava para aquele que um dia foi dela.
– O que signif… – As palavra dela saíram como um suspiro, e ele chegava mais perto, devagar, sempre com os olhos atentos aos dela. Algumas notas saíram do violão, e, ele a interrompeu com uma música… Aquela música.
I don’t know how to make lots of money. I got debts that I’m trying to pay. I can’t buy you nice things, like big diamond rings, but that don’t mean much anyway. I can’t give you the house you’ve been dreaming, if I could I would build it alone;  I’d be out there all day, just hammering away, make us a place of our own. I will write you a song, that’s how you’ll know that my love is still strong. I will write you a song and you’ll know from this song that I just can’t go on without you! I don’t know that I’d make a good soldier, I don’t believe in being violent and cruel. I don’t know how to fight, but I’ll draw blood tonight if somebody tries hurting you! I will write you a song, that’s how you’ll know that my love is still strong. I will write you a song and you’ll know from this song that I just can’t go on without you! Now that it’s out on the table, both of us knew all along… I’ve got your loving and you’ve got my song. I don’t know how to make lots of money, I don’t know all the right things to do. I can’t say where we’ll go, but the one thing I know is how to be a good man to you… Until I die that’s what I’ll do! I will write you a song, that’s how you’ll know that my love is still strong. I will write you a song and you’ll know from this song that I just can’t go on… Without you.*
Ele cantou e cantarolou. Olhando, sempre, nos olhos dela. E bem, ela sabia exatamente o que isso significava, mas não conseguia pronunciar uma palavra sequer. E no momento em que ela tentou abrir seus lábios para pronunciar qualquer besteira, qualquer coisa para quebrar o silêncio – ela odiava silêncios – ele a interrompeu.
– Você sabe o que isso quer dizer… Sabe, eu sempre estive desperdiçando meu tempo. Gostaria de saber, se ainda me resta um tempo… Ou se eu cheguei tarde demais. Eu não quero te perder, e todo esse tempo que você esteve fora, eu sempre pensei em você. Em cada segundo. Fui feito para te fazer feliz, e é o que eu mais quero nesse momento; e por todos os outros momentos. Por favor?
– Você fala demais quando fica nervoso.
Os olhos brilhavam. Era nítido e óbvio que eles nasceram para ficar juntos. Ela apenas sorriu… E ele sabia o que aquele sorriso significava – o mundo para ele. E o sim dela. O sutil te amo dito apenas com o sorriso. Em seguida o abraço, e o típico beijo de reencontro.
E o tempo longe, foi apenas para que eles descobrissem que não é possível seguir em frente sem aquele que é dono de todos os seus sorrisos.

* Tradução e música aqui.

Bons sonhos, Ally.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: