Um conto ‘de vida real’

13 abr

Conheci melhor uma garota esses dias… Olho pra ela, e vejo quão confusa está. Ela não sabe o que fazer, está solitária, perdida e sem ajuda nenhuma. Ela queria muito saber se seu coração, que bate por aquele menino, bate por ser simplismente uma implicância, se ela se apaixonou ou se mais uma vez, está enganada. Sabe, eu quando a olho, vejo quão ingênua é de acreditar nos outros tão facilmente. Ela acreditou tanto no amor, que quando sente seu coração, mesmo batendo forte, não consegue bater tão rápido quanto antes. Mas, se quer saber, esses últimos dias, reparei que ela tem estado melhor. Ela anda sorrindo um pouco mais, mesmo com um coração sangrando tanto; ela o aperta até que sangre menos. Suas mãos agora machucadas, de tanto apertar, doem e ela cansa de segurar forte. Ela chora, ela cai, ela se curva sobre o chão, ela olha envolta e então o vê. Ele chega perto, a segura pela mão, a ergue. Ela se recupera, por pouco não desiste. Ela diz o quanto ele a faz bem, ele não diz nada. Nenhuma palavra foi dita, por minutos. O silêncio a deixa constrangida, e ela chora mais… Quando ela se vira, pra ir embora decide antes fazer uma pergunta:
– Eu sou boa a suficiente pra você?
Ele se surpreende com a pergunta, e ele começa a dizer:
Não… Você não é boa o suficiente pra — antes de terminar, ela começa a se virar, devagar e desapontada… Mas, ele continua a dizer, e cada vez mais alto para que ela escute:
… Você é muito mais do que isso! Você é linda, maravilhosa, me faz sentir bem, me deixa alegre… Você é incrível! Você me faz sonhar alto, me ajuda com minhas escolhas, me procura quando precisa, está comigo em todos os momentos… Você é unica, a melhor e merece tudo, menos eu. Sou um pobre coitado que não consegue te fazer feliz, e que se afastou ao saber  que não é suficiente pra você!
Ela se vira e diz olhando nos seus olhos:
– Você é o único que me faz feliz e sabe o quanto isso é verdade. Quão feliz fico ao saber que você me acha suficiente. Você poderia me dizer se —
Antes que ela terminasse, ele a olha nos olhos mais profundos e verdadeiros, e a beija.
Você que sabe que você é você. Mas que um pouco mais que isso, você também sou eu. Assim como somos um o outro, e no final das contas, acabamos sendo um só.

Boa noite, leitores de romances                                            //Sarah

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: