De saida

12 abr

Finalmente sai pra respirar ar novo, fui num estudio no ensaio de uma banda. Quando chego, a pessoa que encontro me agrada aos olhos e a mente, mas nao ao coracao. Dei de cara com aquele que me machucou, e muito. Nao queria dizer nada, porque, ele continua irresistivel com aquele olhar e sorriso. Ele me olha com cara de tentacao, nao tem como eu nao olhar. Mas, eu viro a cara e so falo oi. Dou oi pro resto do pessoal e subo a escada, esperando encontrar a outra banda. Quando subo, ninguem la. Eles estao pra chegar, e eu naquele desespero, sem ter o que fazer. Ele vem, sobe as escadas me olhando, como se eu fosse a unica pessoa daquele lugar. Eu o olho, o encaro, como se ele estivesse fazendo algo errado. Ele continua me olhando, e nao para, agora fica cada vez mais perto… Entro num desespero de segundos, nao sei o que fazer. Mas, como sempre, minha reacao eh parar de encarar como se fosse algo errado, e agora o encaro com desejo. Os dois com desejo em mente, as maos longes dos corpos por segundo, em direcao ao meu corpo. Agora, suas maos na minha cintura, e as minhas no rosto dele. Ele me puxa pra mais perto, mas nao chego a encostar nele. Corpos ainda distantes, somente as maos em contato. O rosto cada vez mais e mais perto, e as bocas por pouco nao se encostam. Agora ele vem com tudo, e eu vou pra tras. Ele chega muito perto, e eu o empurro. Por um instante nao fomos pegos. Logo quando o empurrei, abriram a outra porta, e um cara nos olha, de um jeito estranho meio assustado. Ele estava com a outra banda, que eu estava junto. Entao, eu saio de perto do menino, e vou pra outra sala. Agora sim, paz. A musica que tocam me faz bem, me lembra de coisas boas. Agora feliz. Nao tenho que encarar ninguem, e fico em silencio(tanto quanto na mente, quanto por fora). Mas, toca meu celular, e saio pra atender. Logo, dou de cara com ELE. Por que? Ele me encara de novo, e eu digo:
– Voce me faz mal! Nao posso me machucar de novo. Agora ja sei o final dessa historia.
– Eu te faco mal? Eu poderia estar com outras, mas eu venho atras de voce e por voce.
– Olha, eu tenho medo. Nao somente o medo de nos verem e eu acabar machucando outra pessoa, mas medo de te perder novamente, e de sofrer tudo o que sofri, mais uma vez.
– Voce no vai sofrer! E quem sofreu fui eu. Voce apenas sentiu um arrependimento.. Voce sabe disso.
– Olha, eu acho que – fui interrompida pelo seu amigo o chamando. Entao, aproveitei a oportunidade e voltei pro meu ponto silencioso de paz.
Aquele lugar me fazia bem, por certa parte. Mas, logo percebi que o outro menino, da outra sala, me olhava… E intensamente. Mais um pra me deixar confusa… Ele me faz bem, mas pode me fazer mal no final das contas. Por sorte, antes que algo mais acontecesse, meu celular toca de novo, e agora eu atendo. Minha mae diz estar na porta, eu desci e dessa vez sem ninguem mais me perturbar com perguntas ou acusacoes. Livre fiquei e sai. Mas, as vezes me faz mal ficar tao livre assim.                   (foi apenas mais uma historia, mais um dia, mais um desabafo)

Boa noite, caros amantes do amor -haha-                                                              //Sarah

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: