Última carta.

6 abr

Escrevi algumas cartas no meu caderno, essa será a última. Eu nunca as entregarei à você. Muitas pessoas as leram, e todos têm a mesma reação: “Isso é tão lindo, porque diabos você não entrega?“. Porque você não merece. É, não merece ler tudo o que já sabe de cor… Sabe, o seu silêncio me calou, a sua ausência me fez perceber o quanto você não se importa – e nunca se importou. Todo esse tempo de amor incondicional só me machucou… Isso porque você dizia que a última coisa que queria era me machucar novamente. Saiba que a unica coisa que você fez foi me machucar. Agora eu quero ficar bem longe do amor, de qualquer forma de amor, ou de qualquer coisa parecida com amor. Porque machuca.
Já desisti de você por diversas vezes. Mas eu sempre avisei que algum dia, seria de verdade. Você desconfiou?
Você sempre teve suas opções, e eu lamento – e muito, porque dói te ver partir – ter escolhido àquela na qual eu não estou inclusa. Boa sorte.
Meu coração sempre esteve embaixo da sua cama. Você poderia pegá-lo a hora que desejasse. Receio que você tenha esquecido onde ele ficou. Bem, quero que saiba que ele não está mais ali, não estranhe se por acaso procurar. Me esforçarei para não ir até seu quarto colocá-lo no mesmo lugar… Eu realmente me esforçarei.
Eu estou sobre você agora. Durma bem,
adeus.

“Goodbye to you, been wasting all my time. You’re no longer mine, and now you’ve left me. I can’t seem to get you off my mind, that’s when I realized, you had me hypnotise”

Ally.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: